Teônia Soares

Quem ama, tem olhar diferenciado. Teônia  Soares

Textos


Peneira do Tempo

 
A  Poesia peneira o tempo para que o vento esteja sempre bom
ao espalhar as palavras que busquei depois de tanto choro;
O Sol foi aparecendo, soprando as nuvens turvas que queriam desviar as cantorias destinadas a minha alma, sussurrando suavemente,
trazendo mais vida ao meu sorriso e a minha maneira de ser;
As flores foram desabrochando, renascendo em meu peito as tantas sementes que eu guardara num saquinho de filó para que sempre recebessem ar fresco;
assim, mesmo escondidas,  essas sementes deram  vida, foram surgindo triunfantes, para um dia, na maturidade do passo que traz a experiência, espantasse as ervas daninhas. 
Meus olhos amendoados, enamorados com a beleza ímpar de toda natureza,
sempre enxergue o que por trás das lutas existe,
O que por trás das dores, cresce,
o que por trás das pandemias, pede,
o que por trás de um vírus, 
aparece...
A força na fraqueza, o amor no desespero, o cuidado de um DEUS   que além de nos dá essa Vida,  ainda nos prepara para a outra, a eterna, para sempre, além dessa...
muito além...


 
Hoje são dez anos, no Recanto das Letras, vim agradecer pelo acolhimento, pelo  brando coração de muitos aqui, pelo carinho e gentileza de vocês recantistas, poetas, poetisas, leitores, pedir desculpas pela demora em responder cada um, continuo escrevendo  na minha limitação; o que importa mesmo é deixar sempre algo de melhor para quem aprecia ler. Dedico essa poesia a vocês com imenso carinho.






 
Teônia Soares
Enviado por Teônia Soares em 22/06/2020
Alterado em 02/08/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras